segunda-feira, 19 de junho de 2017

[Primeiras Impressões] O homem no espelho - Vivianne Sophie



Descontrolados,

        Vamos falar hoje de uma obra regada a mistérios e muita mitologia indiana da autora parceira Vivianne Sophie. Já tive o prazer de conhecer sua escrita através das primeiras impressões de A mensageira da morte e gostei bastante. Continuem lendo e descubram o que achei dos quatro primeiros capítulos disponibilizados pela autora.




Título: O homem no espelho
Autor(a): Vivianne Sophie
Gênero: Fantasia/Mistério/Literatura Nacional
Páginas: 260
Editora: Constelação Editorial
Sinopse: Jennifer Mills sempre foi cética quando o assunto se tratava de seres sobrenaturais, vivendo em meio à turbulência de Nova York tudo que ela queria é descobrir porque não sonhava, já que o mundo dos sonhos parecia bem atrativo. Quando uma oportunidade de trabalhar no Museu de História Natural surge em sua vida, ela não mede esforços para ser reconhecida em seu cargo. Mas logo na sua primeira tarefa, coisas estranhas começam a acontecer. Uma coleção de artefatos vindos da Índia, precisam ser catalogados, dentre eles um espelho negro de origem incerta. Esta é a primeira missão de Jennifer, descobrir a real natureza do misterioso objeto. Mas a medida em que ela se embrenha mais na história do espelho, episódios cada vez mais estranhos vão surgindo em sua vida. Sombras que espreitam os seus caminhos, história de deuses hindus envolvendo a criação do espelho e seu primeiro sonho, que é lindo e aterrorizante, tanto quanto a figura que começa a aparecer no espelho. Disposta a ir contra as crenças de tudo que acreditou na vida, Jennifer descobrirá que sua real natureza, é a resposta para maioria das suas perguntas. Uma mistura de fantasia dark, com mitologia hindu e aventuras em um reino perdido, “O Homem no Espelho” promete encantar os leitores com uma história inesquecível e bem ambientada. Se entregue a magia e mergulhe em um universo totalmente novo.
         Começamos conhecendo uma garota de vinte e dois anos chamada Jennifer Mills (Jenn) e como ela foi parar na casa de seus pais adotivos em uma noite chuvosa portando apenas um bilhete e um colar que apresenta o formato de uma flor de lótus. Jenn é formada em História com especialização em civilizações antigas. Sempre teve anseio por fazer grandes descobertas e ela está prestes a alcançar esse objetivo já que Jenn está se preparando para fazer uma entrevista para trabalhar no Museu de História Natural.

"Com um diploma de história nas mãos, eu ainda não havia conseguido me estabilizar financeiramente e dar aulas no primário havia se tornado algo tão estressante, que recorri ao Museu de História Natural, que abriu uma vaga em especial, para historiadores, o qual provavelmente eu me encaixaria bem, já que falar sobre história sempre foi a minha paixão."

        Jennifer nunca teve o hábito de sonhar mesmo quando criança e isso a incomoda bastante. Ela já tentou de tudo, passando por especialistas e até arriscou ser hipnotizada na tentativa de resolver o problema mas nada parece surtir efeito e isso a deixa muito frustrada. Essa característica sua não tinha nada a ver com sua saúde, mas sim relação com sua mãe Adjra e o passado nada convencional de Jenn.

"Depois de tantas falhas, caminho satisfeita para o consultório de um hipnotista. Nossa conversa no telefone foi muito inspiradora e ele disse que eu provavelmente encontraria minhas respostas, já que um provável bloqueio na minha mente poderia estar reduzindo minha capacidade de sonhar."

         Jenn está muito feliz porque consegue o tão almejado emprego no Museu de História Natural e logo que tem a notícia já é surpreendida por um grande trabalho que será responsável por organizar: a exposição de artefatos recém-descobertos na Índia. Ela terá que se empenhar bastante juntamente com uma equipe para descobrir o histórico de cada peça e para isso terá o auxílio de Robert  o arquiteto responsável pela descoberta dos artefatos.

"Olhos de gelo me encaram por um tempo e o jogo dela de não falar nada me deixa apreensiva. Quando ela finalmente esboça um sorriso satisfeito, sei que consegui a vaga."

        Um dos mais importantes e intrigantes ícones que está entre os objetos a serem expostos é o Espelho negro. O artefato deixa a todos maravilhados e torna-se prioridade tanto nos estudos quanto na montagem do local de exposição. Jenn sente um estranho magnetismo quando está perto de tal objeto, sentindo-se ao mesmo tempo vislumbrada e assustada. Será que esse tal Espelho Negro tem alguma ligação com o passado misterioso da nossa protagonista ou mesmo com a ausência de sonhos? Ela conseguirá descobrir as raízes verdadeiras de tais objetos encontrados?

"Caminho a passos lentos até o espelho, que parece retribuir o olhar de interesse. Sinto minha pele se arrepiar à medida que me aproximo, e quando finalmente estou numa distância respeitável, vejo meu reflexo com perfeição. Não consigo parar de olhar essa beleza que me aterroriza."

          Mais uma vez fui surpreendida com a capacidade que a escrita da Vivianne tem de nos prender a cada página lida. Os acontecimentos vão evoluindo de tal forma a não te deixar desgrudar da obra até descobrir o que realmente está acontecendo e o motivo pelo qual cada ação está inserida ali. O fato de Jennifer ter essa atração pelo Espelho Negro me intriga bastante e preciso urgente descobrir o que eles tem em comum.
         Não consegui descobrir muito sobre a personalidade de Jenn e nem criar uma ligação muito forte com ela, mas creio que isso se deva às poucas páginas lidas até o momento. Conhecemos um pouquinho também sobre outros personagens como seus pais adotivos e também Hope que é sua melhor amiga.
         Fiquei extremamente curiosa para conhecer muito mais sobre a cultura indiana e achei ousado a autora explora-la de tal forma. Ainda não havia lido nada que abordasse tal cultura e estou ansiosa para conhecê-la mais a fundo. Da forma como acabou o quarto capítulo, consigo imaginar uma trama cheia de misticismo e mistério acerca dos artefatos encontrados de forma dinâmica e muito bem estruturada. Para quem se interessou, O homem no espelho encontra-se em pré-venda no site da Constelação Editorial e quem adquirir, além de ter frete grátis, ainda leva vários brindes como marcadores, cartão postal e cupom de desconto na loja da editora. Além disso os 10 primeiros compradores, ganham um marcador de fita com pingente de flor de lótus.


         Vocês já tinham lido algo sobre a cultura indiana? Conhecem a escrita da Vivianne?

Bjux e até a próxima Descontrolados!

3 comentários:

  1. Olá Michelle,

    Muito obrigada por todo carinho e fico imensamente feliz que o livro já tenha conquistado o seu coração. Espero que com a Jennifer também lhe conquiste e se prepare para as aventuras!

    Abraços <3

    ResponderExcluir
  2. Oi, Michelle!

    Primeiro: Que capa LINDA!!! Que sinopse instigante!!! Adorei!
    É muito bom conhecer e poder colaborar com a divulgação de autores nacionais, né!? Essa sempre será uma das coisas que mais gosto de fazer no Blog! Adoro entrar aqui e encontrar em seus posts o mesmo ideal!
    Estou curiosa pra saber mais do "Homem no Espelho"! <3
    Beijos,

    http://www.aquelaepifania.com.br/

    ResponderExcluir
  3. A capa do livro é muito linda! Adorei a resenha e me fez ficar tão curiosa quanto você sobre o que acontece. Achei interessante também abordar a cultura indiana que tenho pouco conhecimento. Parece bem interessante este livro.
    Beijos!

    http://www.vancarlos.com/

    ResponderExcluir